15/03/2017
Trabalhadores, sindicatos e centrais se unem contra reformas da previdência e trabalhista
A manifestação iniciou na praça da EFMM, em Porto Velho. A manifestação fez parte do dia nacional de paralisação que aconteceu em todo Brasil e uniu sindicatos e centrais sindicais na luta contra as reformas da previdência e trabalhista.
Diversos sindicatos e centrais sindicais se reuniram na manhã desta quarta-feira na praça da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, no centro de Porto Velho, para uma manifestação contra as reformas da previdência e trabalhista propostas pelo Governo de Michel Temer no fim do ano passado. 

Segundo Reginaldo Gomes, secretário Geral do PT de Rondônia a reforma  que foi apresentada pelo governo, massacra os trabalhadores. 

O presidente do Sinjur, que representa os servidores do poder judiciário, Francisco Roque, alega que a reforma da previdência aumenta a desigualdade no país 

Os manifestantes saíram em passeata por diversos pontos da cidade. Uma parte do grupo foi até a sede administrativa do INSS em Porto Velho. Já outra foi até a Assembleia Legislativa do Estado. 

As reformas da previdência e trabalhista estão previstas para serem aprovadas até o fim do primeiro semestre deste ano.






 

Fonte: Redação