23/06/2016
STF mantém bloqueio de contas de afiliada da Globo pertencente a Collor
O bloqueio das contas das duas empresas foi decretado por suspeita de que Collor fez empréstimos fictícios para a TV e o jornal com o objetivo de esconder a propina que embolsou entre 2010 e 2014.

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta terça-feira (21) pedido do senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) para desbloquear bens de um jornal e de uma emissora de TV em Alagoas, a TV Gazeta, afiliada da Globo no estado.

O senador é investigado por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras em pelo menos seis inquéritos no STF e já foi denunciado em um deles. O bloqueio das contas das duas empresas foi decretado por suspeita de que Collor fez empréstimos fictícios para a TV e o jornal com o objetivo de esconder a propina que embolsou entre 2010 e 2014.

O caso foi julgado na Segunda Turma do STF, composta por cinco ministros. Dias Toffoli e Gilmar Mendes divergiram da maioria e concordaram que a decisão devia bloquear os bens das duas empresas apenas em parte. “Seria mister a demonstração analítica de que todas as contas das empresas eram remanescentes de benefícios ilícitos”, argumentou Toffoli.





 



Fonte: Redação