13/06/2016
Centro de Controle de Zoonoses de Porto Velho recebe reforma
O valor destinado a reforma é de R$ 1.049.833,17. As obras são referente ao recurso de compensação, a previsão de término é em aproximadamente 5 meses.

 Foto: Semusa/Reprodução
A prefeitura de Porto Velho e SEMUSA em parceria com a Energia Sustentável do Brasil (JIRAU), iniciaram na terça-feira, 7 de junho, a reforma no DCZ (Departamento de Controle de Zoonoses).

O objetivo é proporcionar melhorias no trabalho de controle de endemias que consiste no combate de vetores do mosquito da dengue e malária, e também zoonoses, que são as doenças causadas por reservatórios do tipo cães, gatos e outros animais vertebrados. O valor destinado a reforma é de R$ 1.049.833,17.

As obras são referente ao recurso de compensação, a previsão de término é em aproximadamente 5 meses. Terão duas etapas, a primeira será o processo de reestruturação diretamente ligada ao DCZ (Departamento de Controle de Zoonoses), beneficiando a construção de um novo almoxarifado. No novo espaço, todos os materiais de competência do DCZ serão organizados conforme a exigência do serviço público.

Um novo centro cirúrgico será feito e em anexo uma nova área administrativa, com banheiros, consultórios médicos veterinários, salas específicas, cedendo a antiga para o abrigo e observação de animais com sintomatologia de doenças zoo relevantes. A segunda etapa, será a construção de uma garagem para a grande frota de veículos existentes no local, também terá uma sala de espera para que os motoristas possam aguardar os devidos atendimentos.

Na parte de endemias, o laboratório ganhará novas bancadas para proporcionar à equipe maior qualidade na execução de seus serviços. Novas instalações específicas para o setor de diagnóstico laboratorial da malária. Serão construídos também pontos de apoio de controle da malária, nos distritos de União Bandeirantes, Nova Califórnia e Vila da Penha, para facilitar a realização dos trabalhos.

O DICAD (Divisão de Controle de Doenças de Animais Domésticos e Sinantrópicos), também será beneficiado com uma reforma nas instalações já existentes que será o fechamento do local para evitar a entrada de animais transmissores de doenças, que possam colocar em risco a saúde dos servidores e também dos animais que estão no local em recuperação ou observação. “Este é um momento inédito desta gestão, onde o prefeito Mauro Nazif e o secretário da Semusa, Domingos Sávio destinaram o valor para a reforma do DCZ, que a tempos vem necessitando de apoio e faz parte do sonho dos seus servidores”, comemora o diretor do Departamento de Controle de Zoonoses, Rodrigo Antônio Golin.





 



Fonte: PMPV