06/08/2018
PSL confirma candidatura de Marcos Rocha; Novo não vai apoiar e lançar candidato
O candidato a vice será o empresário José Jordan também do PSL. O Partido Novo decidiu, em convenção que não lançará candidato ao governo do estado de Rondônia.
O Partido Social Liberal (PSL) lançou à disputa pelo governo de Rondônia o coronel da PM Marcos Rocha. A convenção, que aconteceu na manhã deste sábado (4) em um hotel em Porto Velho, definiu o candidato por aclamação.

O candidato a vice será o empresário José Jordan também do PSL. A sigla oficializou, ainda, as candidaturas a deputados estaduais e federais. O partido lançará um candidato ao Senado, Jaime Bagattoli.

“Eu vim sendo trabalhado por acaso para essa função (de governador). Conheço Rondônia há 30 anos e sei das necessidades de nosso estado. Vamos trabalhar e montar uma equipe adequada, com pessoas que tenham condições de assumir as pastas”, afirma Marcos Rocha.

Em sua fala durante a convenção, o candidato propôs mudanças na administração pública, segurança, saúde e educação.

Marcos Rocha é casado. Nascido mo Rio de Janeiro, ingressou na carreira militar em 1989, quando aprovado em concurso público da Polícia Militar de Rondônia (PM-RO). O candidato já foi diretor de escola militar em Porto Velho e secretário municipal de educação no município. Em dezembro de 2014 ocupou o cargo titular na Secretária de Estado da Justiça (Sejus).

Novo não lança candidato

O Partido Novo decidiu, em convenção que não lançará candidato ao governo do estado de Rondônia. A sigla também optou por não apoiar nenhum outro candidato ao governo estadual.

Na convenção, que aconteceu no Sindicato do Comércio Atacadista de Rondônia (Singaro), em Porto Velho, o partido também lançou à disputa três candidatos a deputados federais, além de Fabrício Jurado na disputa ao senado.

“Por uma estratégia do Novo nacional, não lançaremos candidato ao governo do estado e nem deputados estaduais. Estamos focando na formação de uma bancada a nível nacional”, afirmou o candidato Fabrício Jurado.







 

Fonte: Redação Notícias RO com informações do G1 RO