17/06/2018
Sérvia bate a Costa Rica e arranca na frente no grupo do Brasil
Já nos acréscimos o clima esquentou para valer quando um assistente técnico da Costa Rica, que perdia por 1 a 0, segurou a bola com as mãos, retardando a cobrança de lateral da Sérvia.
RESUMÃO

Antes do jogo deste domingo, o lateral Kolarov afirmou que a partida contra a Costa Rica seria “a mais importante da história da Sérvia depois de algum tempo”. Bem, se foi exagero ou não, ele mesmo mostrou que falou sério e definiu o equilibrado confronto com uma belíssima cobrança de falta, aos dez minutos do segundo tempo.

É bem verdade que houve mais igualdade entre os times no primeiro tempo, com chances perdidas para ambos os lados – embora não muitas. Na segunda etapa, a Sérvia cresceu, abriu o placar e teve as melhores oportunidades, sob a batuta de Milinkovic-Savic, que correspondeu às expectativas. Houve certa pressão dos centro-americanos no fim, utilização do VAR para aplicação de amarelo e até confusão de Matic com membro da comissão técnica costarriquenha, mas o placar seguiu inalterado. A Sérvia sai na frente no Grupo E, o mesmo do Brasil, que logo mais encara a Suíça.

KOLAROV: QUE HOMEM!

O lateral da Sérvia alertou antes da partida que o time precisava considerar a importância do confronto, que decidiria o rumo dos europeus na Copa do Mundo. Com moral de capitão, ajeitou a bola para cobrança de falta, aos dez minutos da etapa final, e guardou na gaveta, garantindo três pontos fundamentais num grupo que conta também com a seleção brasileira. Falou e disse, Kolarov!

CONFUSÃO

Os últimos minutos do jogo entre a Costa Rica e a Sérvia foram quentes, neste domingo, em Samara. Já nos acréscimos o clima esquentou para valer quando um assistente técnico da Costa Rica, que perdia por 1 a 0, segurou a bola com as mãos, retardando a cobrança de lateral da Sérvia. O sérvio Matic não gostou nada disso e partiu para cima.

O árbitro entrou em ação para separar o jogador e o assistente Luis Marin, mas depois outros jogadores e integrantes da comissão técnica da Costa Rica se juntaram na confusão. Foi difícil para o árbitro conseguir controlar a situação. Apesar disso, no entanto, ninguém foi punido.

MAIS UMA VEZ O VÍDEO

E ainda deu tempo para mais uma treta. No último minuto antes do apito final, o atacante sérvio Prijovic deu uma braçada no rosto de Acosta. O árbitro usou o recurso para conferir o replay do lance e deu um cartão amarelo para o jogador.

PRÓXIMOS JOGOS

Na segunda rodada, a Sérvia terá pela frente a Suíça, sexta-feira (22), às 15h (de Brasília), em Kaliningrado. Já a Costa Rica enfrentará o Brasil, no mesmo dia, às 9h, em São Petersburgo.





 

Fonte: Globoesporte.com