02/05/2018
Filha de presidente da ALE-RO é nomeada na prefeitura e pede exoneração após polêmica
De acordo com a publicação que circulou nas redes, Jheinnyffer foi nomeada para o cargo de Assessora Especial de Relações Institucionais e teria uma remuneração total de R$ 9.188,40 sofrendo um desconto R$ 2.000,44 recebendo assim um valor líquido de R$ 7.187,96.
Durante o fim de semana circulou nas Rede Sociais um edital com a nomeação de Jheinnyffer Gonçalves Carvalho, filha do presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO), Maurão de Carvalho (MDB), em um cargo na Prefeitura Municipal de Porto Velho (PMPV). Junto com a nomeação, uma foto do perfil de Facebook e a informação de que ela cursa medicina, que exige tempo integral de estudos, portanto, ela não teria tempo para cumprir a carga horária de trabalho.

Tentamos contato com o presidente da ALE-RO, que, nesta quarta-feira (02), respondeu informando que de fato sua filha havia sido nomeada na prefeitura por ter qualificação necessária para ocupar o cargo.

“Ela passou um ano no Canadá estudando, vai se casar em breve e não cursa Medicina, o que existe são acusações contra uma jovem que preenche todos os requisitos para o cargo. Se eu não estivesse em uma campanha ao governo, esse tipo de questionamento nem seria levado em consideração, já que não aconteceu crime nenhum, não tem nepotismo cruzado, tem é uma cruzada contra mim”, alegou o deputado.

Maurão informou ainda que sua filha pediu exoneração ainda no fim de semana.

“Ela era a primeira a sair de casa para trabalhar e a última a chegar. Exercia sua função e é competente, mas para evitar difamação e acusações levianas, preferiu deixar o cargo e vai se dedicar a estudar mais, e quem sabe passar no curso de medicina”.

Jheinnyffer Carvalho prestou vestibular para Medicina no início desse ano, mas não obteve média suficiente para ser aprovada, apenas classificada ficando na 172º posição na São Lucas.

De acordo com a publicação que circulou nas redes, Jheinnyffer foi nomeada para o cargo de Assessora Especial de Relações Institucionais e teria uma remuneração total de R$ 9.188,40 sofrendo um desconto R$ 2.000,44 recebendo assim um valor líquido de R$ 7.187,96.

A PMPV não se manifestou sobre o assunto.





 

Fonte: Painel Político