28/02/2018
Rondônia vai sediar a primeira edição da Campus Party da região Norte
A primeira Campus Party da região Norte será realizada em Porto Velho, de 2 a 5 de agosto. A Campus Party é o festival mais importante do mundo nas áreas de inovação, criatividade, ciência e entretenimento digital e acontece em sete países, entre toda a Europa e América Latina.
O governo do estado inseriu Rondônia no cenário tecnológico mundial com o lançamento nesta terça-feira (27) da primeira Campus Party da região Norte, que será realizada em Porto Velho, de 2 a 5 de agosto. “Agora nós queremos avançar, nosso estado será uma referência na área digital para o mundo e para Amazônia”, destacou o governador Confúcio Moura (MDB), acrescentando que a Campus Party é o maior evento tecnológico do mundo e veio substituir a Infoparty.

O lançamento da Campus Party aconteceu com a presença do presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, que na ocasião destacou que o evento é a maior experiência tecnológica do mundo que reúne jovens em torno de um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital. “Somos o maior evento na área de conteúdo e vamos trazer para Rondônia palestrantes de várias partes do mundo para revelação digital”, adiantou Farruggia.

A Campus Party é o festival mais importante do mundo nas áreas de inovação, criatividade, ciência e entretenimento digital e acontece em sete países, entre toda a Europa e América Latina. O evento reúne milhares de pessoas para colaborar, aprender e debater os principais assuntos sobre tudo que é relacionado à tecnologia. Entre as atividades desenvolvidas estão palestras, debates, competições e oficinas que buscam analisar e conhecer as tendências do universo da inovação.

Confúcio Moura falou que o sucesso da Infoparty realizada pelo governo nos anos de 2016 e 2017 foi tão grande que despertou o interesse do Instituto Campus Party. “Este ano vamos inovar com o intercâmbio de informações de maneira que Rondônia pode contribuir não só para outros estados do Brasil, mas também para outros países”, reforçou.

Segundo ele, a Campus Party tem o papel de formação de aldeias de jovens e a partir deles surgem novos startup e plataformas inteligentes. “Conclamamos os jovens para sair dos limites, ultrapassar fronteiras, levar informações e conhecimentos ao mundo todo”.

Rosana Cristina Vieira de Souza, da Superintendência Estado para Resultado (EPR), enfatizou que com o lançamento da Campus Party o governo insere Rondônia no cenário mundial de tecnologia. Ela lembrou do sucesso da última edição da Infoparty que reuniu mais de dez mil pessoas. “O sucesso da Infoparty foi tão grande que despertou o interesse do Instituto Campus Party e agora estamos avançando no compartilhamento do conhecimento tecnológico”.





 

Fonte: Marilza Rocha. Foto: Flávio Alves/Estadão