01/12/2017
Festival destaca música e dança em Porto Velho
O 4º Recital Anual de Música e Dança, realizado pela Escola Municipal de Música Francisco Lázaro Laio dos Santos, acontece nos dias dias 6 e 7 de dezembro a partir das 19h30, na sede da Associação de Servidores do Tribunal de Contas de Rondônia.
Nos dias 6 e 7 de dezembro, o porto-velhense, especialmente os apreciadores da arte, ganharão um presente. A partir das 19h30, na sede da Associação de Servidores do Tribunal de Contas de Rondônia, acontecerá o 4º Recital Anual de Música e Dança, realizado pela Escola Municipal de Música Francisco Lázaro Laio dos Santos.

Além expressões artísticas e culturais, o recital também tem outro fator fundamental: funcionam como terapia alternativa a pessoas excluídas do mercado formal de trabalho e identificadas com quadro de depressão.

O evento, diz a diretora Rosicléia Barbosas Gomes de Albuquerque, é resultado do trabalho de vasto repertório de musicalização e dança fruto do aprendizado a partir de 5 anos de idade desenvolvido pela escola Laio durante o ano.

Quem comparecer à sede da ASTC, à Rua das Camélias, nº 5572, bairro Eldorado, região sul de Porto Velho, assistirá adaptação pelos professores e bailarinos Berenice Simão, Marcos Assunção e Tailô Cristina, balé do repertório Dom Quixote, além de outras 10 performances, por dançarinos com idade entre 5 e 17 anos.

O recital terá demonstração de banda musical mirim, com músicos com idade a partir de 10 anos; coral infantil, acima de 10 anos, além de grupo adulto, a partir dos 18 anos. “Teremos, ainda, turmas de musicalização com flauta doce, violão, piano e violino, solo e em grupo”, acrescenta Rocicléia Albuquerque.

IMPORTÂNCIA

Se apresentarão em torno de 200 alunos da Laio, todos estudantes de escolas públicas municipais e de comunidade em geral. “Isso é importante porque consolida um projeto de desenvolvimento cultural e artístico no município. Além disso, expressa o envolvimento da comunidade com a arte em sala de aula e na vida, aponta Rosicléia.

A diretora da escola destaca a importância social das escolas municipais de música na formação individual e social de seus alunos, entre os quais pessoas desempregadas e em quadros de depressão.





 

Fonte: PMPV