23/06/2017
Som Livre revela novos cantores na Madeira Mamoré aos Domingos
O Projeto Som Livre é realizado todos os domingos a partir das 16h, no espaço gramado da Madeira Mamoré, e oferece tapetes de lona para quem não leva a sua toalha para forrar no imenso tapete de grama da praça.
Com o objetivo de apresentar novos cantores à população e atender ao público apreciador de músicas nacional e regional a Prefeitura Municipal de Porto Velho, por intermédio da Fundação Cultural (Funcultural), está promovendo o projeto Som Livre, aos domingos, na praça da Estrada de Ferro Madeira Mamoré.

“Nós estamos recebendo todo domingo um público bem família, que vai de criança até a vovó. O pessoal faz piquenique, vai namorar, leva os filhos pra brincar, sempre com a trilha sonora do Projeto Som Livre proporcionando o pôr do sol mais agradável da Capital”, ressalta Ocampo Fernandes, presidente da Funcultural.

O Som Livre nasceu da necessidade de se implantar um atrativo dominical na centenária Estrada de Ferro Madeira Mamoré, e é um palco de livre acesso aos músicos que atuam ou não profissionalmente em Porto Velho.

“Muitos até já conseguiram contrato depois de se apresentar, já que o público é bem diversificado, formado por pessoas de todas as idades e classes sociais, e nesse meio, sempre há empresários que vêm à praça da estrada de ferro trazer a família pra passear e acaba dando mais atenção a atração musical”, explica Géri Anderson, coordenador do projeto.

De acordo com os organizadores, já passaram pelo palco cantores anônimos e também os mais conhecidos da noite portovelhense, como o Gilson Canuto, Danilo Monteiro, Charlene Marques, Electo Azevedo e Beto Sales, que são cantores do gênero MPB e Pop Rock, assim como também o Zezinho dos Cobras, do forró pé de serra; o Toninho Tavernard e Beto Cézar, do samba e os grupos Vento Sul e Trio Amazônico. A ideia é estar sempre variando as atrações musicais e, principalmente, revelando os talentos da região, que nos dias de hoje vem ganhando destaque até nacional com músicas autorais, como é o caso mais recente da banda Versalle, que ficou famosa e até hoje faz shows além de nossa fronteira.

O Projeto Som Livre é realizado todos os domingos a partir das 16h, no espaço gramado da Madeira Mamoré, e oferece tapetes de lona para quem não leva a sua toalha para forrar no imenso tapete de grama da praça. Neste próximo domingo terá apresentação musical espacial de São João, com o grupo Casca de Alho, o cantor Silvinho, que recentemente ganhou um prêmio musical em Manaus, o cantor Electo Azevedo e Edmilson do Acordeon, que vão fazer uma releitura de músicas famosas no ritmo do xote e do forró pé de serra.

Quem quiser se apresentar em futuras edições é só entrar em contato com a coordenação do projeto pelo (69) 99246-0907 e agendar uma data.





 

Fonte: PMPV