18/04/2017
SINPRO-RO fecha Convenção Coletiva de Trabalho com mais benefícios para os professores do ensino superior privado
O sindicato conseguiu um reajuste de 4,4 % sendo que atualmente o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que é utilizado como referencia para as negociações, está em 4,5 %.
Foram cinco rodadas de negociações, até que o Sindicato dos Professores de Instituições de Ensino Superior Privadas do Estado de Rondônia (SINPRO-RO) conseguisse fechar a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2017.

Você acompanhou aqui no Notícias RO todo o desenrolar desta história, os professores chegaram a ensaiar até um principio de greve ante a proposta do sindicato patronal que ofereceu primeiramente  reajuste abaixo do esperado e queria reduzir de 20% para 5% a hora-atividade dos professores.

"Não foi um reajuste satisfatório, a gente queria muito mais, mas infelizmente pela conjuntura que estamos passando econômica e financeira não chegamos no que realmente queríamos. Foi uma vitória dos professores porque a maioria das instituições com os professores dos outros estados fecharam com o valor menor ou igual ao INPC sem ganho real", declarou o Prof. Luizmar Neves – Presidente SINPRO-RO, após a reunião. 


+Notícias 

Faculdades particulares e sindicato dos professores realizam a 1ª rodada de negociação da convenção coletiva 2017-2018

Paralisação: professores de faculdades particulares do estado podem fazer primeira greve da história

SINPRO-RO e SINEPE-RO chegam a terceira rodada de negociações sem avanços


O sindicato conseguiu um reajuste de  4,4 % sendo que atualmente  o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que é utilizado como referência para as negociações, está em  4,5 %. O SINPRO-RO conquistou ainda o aumento do vale alimentação que passará de R$ 125,00 para R$ 153,00. O seguro de vida de passará de R$ 30.000,00 para R$ 50.000,00 e a manutenção dos 20 % da hora atividade, que é o maior do Brasil.

"Nós estamos muito a frente das demais categorias, porque as grandes categorias não conseguiram nem isso, ou seja, tiveram perda salarial e, além disso, conseguimos um ganho real no nosso salário de 0,9%", afirmou o Prof. Jackson Balthazar  que é membro da Diretoria do sindicato.


De acordo com o sindicato não houve avanços em outros pontos, mas a diretoria ressalta que continua precisando do apoio de todos os professores, mesmo após o fechamento da CCT para manter as conquistas e o canal de diálogo.

"Nós precisamos de todos os professores, a maior parte dos professores, filiados e participando ativamente, tragam seus problemas vamos discutir, vamos debater, sem dialogo nós não chegamos a lugar nenhum, mas nós precisamos saber o que acontece. Continue dando seu voto de confiança para essa diretoria, essa diretoria já conseguiu muito e vai conseguir muito mais por você porque nós somos você", finalizou o Prof. Walace Soares que também faz parte da diretoria do SINPRO-RO. 


O SINPRO irá distribuir na íntegra todos os pontos da CCT 2017 em breve.




 

Fonte: Redação